sábado, 10 de março de 2012

Segredo delas

18 Comentários
Há um acordo entre elas. Todas elas. Um segredo, um consenso.
O objetivo? Tornarem-se inesquecíveis, como de fato, são. Todas elas, sem exceção.
Uma conspiração? Talvez. Mas com o cuidado que só elas têm.

Refiro-me as avós, pioneiras quando o assunto é culinária. Revolucionárias na arte de aprimorar uma refeição que poderia ser simples. Cheias de táticas secretas e sacadas impensáveis.

Meus dados são empíricos. Minha avó é a melhor no quesito “elaboração de sabores incríveis”.

Fará de um simples bolo, o teu vício. Da salada insossa, uma obra de arte. Do creme de legumes, seu ritual. Tamanho capricho, carinho, tempero, segredo. Inviolável.

Não há nada mais inesquecível que o sabor dos quitutes e invenções de uma avó. Meu famoso macarrão perde feio, o peixe com batatas da mamãe nem chega perto. O bobó do papai fica em segundo.

Resgate na sua memória aquele cheiro de almoço de domingo, aquela sensação de surpresa no embrulho que ela colocou dentro da bolsa para o seu lanche da tarde, o sabor daquela sopa preparada pra cuidar da sua gripe. Aquele chá que você jurava não gostar até que ela te apresentasse.

Não. Não tem pra ninguém. Não há comparação para as delícias descobertas pelas mãos da vovó.

Quem não tem uma, roube a do amigo. Visite a do vizinho. Há sempre alguma perto de você.

Se não tiver, fica a dica: visite um restaurante, peça pra conhecer a cozinha. Se encontrar uma senhora de cabelos grisalhos e mãos tatuadas pelas marcas da idade, é ponto. Pra elas, pelo prestígio, pra você pelo privilégio. Puxe uma cadeira, chame o garçom e confie. Elas sabem o que fazem.
___________________________________________________________
*Na semana do Dia Internacional da Mulher, um texto reverenciando apenas uma das tantas queridices da minha avó, mulher guerreira e amada.

18 comentários:

  1. Que emocionante ler esse texto. Me lembra da época que minha avó cozinhava. O que eu mais me recordo é dela congelar aqueles bolos deliciosos e falar que eram apenas para as visitas =/ E ela fazia o melhor da comida mineira. Era de repetir muitas vezes.

    Feliz dia das mulheres para todas elas!
    Beijos

    http://keysha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Yohanna não tenho mais a minha mas me lembro bem as coisas simples que ela fazia e que tinha um gosto inigualável.Sempre que alguém toca na palavra avó me emociona foi o que seu texto fez comigo lindo lindo...bjs !!

    ResponderExcluir
  3. Que declaração linda, Yo. Que delícia de vó. A minha está tão longe de mim, o jeito é encontrar um espaço na vida da do amigo, namorado etc, rs.

    ResponderExcluir
  4. é claro, não poderia ser uma declaração menor, muito linda.

    ResponderExcluir
  5. oi... passando p deseja um ótima semana e avisar q tem post novo la no meu cantinho... bjksss

    ResponderExcluir
  6. Estou adorando conhecer o Blog, o conteúdo é ótimo, agora venho sempre aqui para conferir as novidades e deixa minha opinião.
    Te convido para conhecer o meu cantinho, se gostar me Segue? Te sigo de volta =)
    Beijos, Fica com Deus!
    Sucesso com o Blog

    www.isoldaandrade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ler palavras doces, que nos descrevem, exaltam, enchem de fé, e reconhecem nossa força,

    Palavras que diariamente deveriam por nós ser lembradas,


    Obrigada pelo carinho.


    Um abraço, por ser todo dia, uma Mulher de luta, fé, e força,

    ResponderExcluir
  8. Minha avó tem o segredo da culinária,mas também da força e da fé, viu, ô mulher guerreira e de fé ela <3 Lindo texto,linda homenagem, sempre me identifico com posts sobre avós,já que moro com a minha, que é mais que uma avó,é uma mãe.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Ah... Senti até o cheiro do arroz da minha avó agora...

    ResponderExcluir
  10. Ah... Senti até o cheiro do arroz da minha avó agora...

    ResponderExcluir
  11. Ai que saudade da minha avó e de todas as delícias que ela bordava no nosso paladar.
    Ai meu Deus, avós tinham que ser pra sempre, o Sr. não sabia?

    ResponderExcluir
  12. Todas as mulheres são fantásticas, mas avó merece mesmo um texto cheio de carinho só para lembrá-la que suas rugas são a marca da sabedoria e da dedicação intensa. Bela homenagem.
    Beijos, Deyse.

    ResponderExcluir
  13. Conheço avó,ela realmente é mil e gosto de chamá-la de vó também...rs

    ResponderExcluir
  14. Avós e suas incríveis capacidades de encantar e amarar alguém por seus temperos e doces...

    Adorei a crônica.

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Que bonito o post!!! Existem coisas que só as avós sabem fazer mesmo...

    http://alinediedrich.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Perdi a minha tem dois meses e posso dizer, é uma dor imensa.A sensação que dá é que a família se perdeu.Mas enfim, amei o seu texto, você soube com seus detalhes, me fazer lembrar com saudade do tempero da minha avó...

    Beijos, Fernanda

    ResponderExcluir
  17. Oi flor, indiquei você para um Meme aqui:
    http://psicoflores.blogspot.com.br/2012/03/meme-das-11-perguntas.html

    Beijo, linda =*

    ResponderExcluir
  18. Fez-me lembrar das balas de goma que vovó trazia quando vinha visitar-nos. Incomparável...
    Já mamãe, fez do bolinho de chuva sua marca registrada, as crianças amam.
    Espero sua visita.
    http://redesvida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir