segunda-feira, 19 de março de 2012

Aquele que nos fala.

14 Comentários
"Você precisa ouvir o seu coração."

Tenho uma amiga que nunca se conformou com o conselho.

Ela não entendia o que exatamente isso significava e como teria de fazer para captar a mensagem do tal músculo involuntário. 

Concordo que poderia ser mais simples. Parar, silenciar o mundo e respirar baixinho até sentir pulsar, até sentir saírem de si os compassos abrigados no lado esquerdo do peito. Mas não. Ouvir o coração exige mais.

Exige desligar do mundo sim, mas para dar vez ao que se sente, o que nos toca e inspira, independente da platéia atenta.

É refletir o que te faz verdadeiramente feliz, abraçar vontades e largar a mão do medo.

É acreditar que lá no fundo, aquela ideia julgada impulsão tem outro nome. Um nome que só você reconhece.

Ouvir o coração é mais do que simplesmente fazer o que se deseja. É descartar todo ego, demitir o orgulho e todos os receios aliados ao medo de fracassar.

É reconhecer que o coração pode ser nosso melhor amigo ou pior conselheiro e nem assim desprezar seu auxílio. É preciso arriscar, dar chance a ele ou a si próprio, o que acaba sendo o mesmo.

Minha amiga vem aprendendo. Já descobriu que só nós mesmos compreendemos - ou ao menos tentamos - o que se passa naquele que nos fala. Seus segredos e seus sentidos. Seus anseios e seus pesares. Suas relevâncias.

Ela tem aprendido que ouvir o coração é antes de tudo ter fé. Acreditar e seguir suas orientações. Mesmo que haja becos e labirintos no caminho, mesmo que se caminhe sozinho.

Ouvir o coração é mergulhar sem hesitar. Se houver tombo ou  lágrimas, há de se limpar os joelhos, secar o rosto e não se arrepender. Desaceleramos o ritmo, amenizamos a arritmia e refletimos o que realmente nos permitimos ouvir e seguir.

Afinal, na pior das hipóteses, não damos mesmo o braço a torcer. Nos agarramos à máxima de que "o coração tem razões que a própria razão desconhece" e a festa toda segue.

14 comentários:

  1. Concordo com a amiga! É difícil se conformar com tal conselho! Rs

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto e adorei o conselho!!

    Citarei algumas destas frase num próximo post... com sua permissão, é claro.

    Sempre procuro me guiar pelo coração, mesmo que ele quase sempre me coloque em furadas, não desisto!

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, escrevendo ternura nas linhas de nossas vidas!
    O coração, esse senhor da verdade, que tudo sabe e nada nos esconde. Só basta aprendermos a ouvi-lo né? A principalmente a abir mão do ego e do orgulho, como você brilhantemente escreveu.
    A cada texto seu, me encanto mais Yohana! Essa sua alma de poeta faz brotar flores no jardim da minha alma!
    Super beijo macio.

    ResponderExcluir
  4. Que texto sensível, Yo!
    Passo para desejar um Feliz Dia Internacional dos Contadores de Histórias e Feliz Dia do Blogueiro!
    Um beijo e meu carinho, querida amiga.

    ResponderExcluir
  5. Não é nada fácil ouvir o coração porém é muito mais dificil ainda se fazer de surda qnd ele teima em dizer aquilo que não queremos saber. lindo texto memiga

    O outono esta ai e tem post novo pra ele e p todos nós la no meu cantinho... espero vc por lá... bjkssss

    ResponderExcluir
  6. Meu coração grita. Faz birra. Bate mais forte quando quer algo. Talvez por isso, pra mim, é tão fácil ouvi-lo.

    ResponderExcluir
  7. Tenho muitas razões para afirmar que o coração é muito mais sábio que o cérebro, o cérebro pensa demais, o coração sempre escolhe o caminho certo... As vezes parece loucura o seu conselho, mas se for em frente, vai descobrir que é por ali mesmo. Ouvir o coração é seguir o caminho de tudo que você ama e isso só pode dar na estrada da felicidade... :)
    Amei o texto! Como sempre, Yohana.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Perfeito de mais, concordo muito com você, quando o coração falar a gente deve parar para ouvir, bom, sou nova por aqui néh, mais adorei teu blog e estarei sempre por aqui, estou seguindo!Ficaria feliz com sua visita:
    http://fazdecontatxt.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Também concordo, devemos arriscar sem ter medo de se decepcionar!!
    M. Gandhi diz que a liberdade não vale nada se não inclui a liberdade de cometer erros.
    Se o coração não se partir, não haverá cura. Não havendo cura, então, não haverá aprendizado... ^^' concorda??

    http://belezaeatragedia.blogspot.com/
    Bjos!!

    ResponderExcluir
  10. É ser nos mesmos, e nossas vontades. Arriscar.

    Lindo, moça!

    ResponderExcluir
  11. Ando apurando o ouvido pra ele. E quando não o ouço, garimpo no silêncio suas palavras sem palavras. Você tem toda razão:

    "Ouvir o coração é mais do que simplesmente fazer o que se deseja. É descartar todo ego, demitir o orgulho e todos os receios aliados ao medo de fracassar.

    ResponderExcluir
  12. Oi Yohana (é assim que se escreve?)
    Olha fala prá sua amiga que é bem melhor ouvir um conselho de que já se arrebentou nessa escola chamada vida, do que se arrebentar, mas saiba que ela não vai ouvir. É preciso passarmos por coisas que só nós temos que passar prá amadurecermos e nos tornarmos pessoas melhores, pelo menos foi o que aconteceu comigo.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Mais difícil do que ouvir o coração é tentar entender o que ele quer nos dizer.
    É uma barreira de medo e insegurança que nos impede de captar a mensagem. Trocar o certo pelo duvidoso é complicado, mas se não arriscarmos, nunca saberemos.
    O coração pode nos guiar por diversos caminhos e tentar nos arrancar de outros. De vez em quando ele acerta e, quando erra, dá um jeitinho de contornar a situção.

    Lindo texto. Tenha uma bela semana pela frente!

    ResponderExcluir
  14. Oi,Yohana!Ouvir o coração nem sempre é fácil, ainda mais quando ele até ele está confuso e perdido sem saber ao certo que caminho seguir,mas o certo é isso mesmo silenciar e deixar a paz tomar conta de nós só assim seremos capazes de ouvir nosso coração
    Uma linda semana!
    Beijosss

    ResponderExcluir