quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

A ilusão é salgada, com tequila e limão.

27 Comentários


Quando se é jovem, tudo parece tão fácil. Aos dezenove  bastava ser fim de dia. Bastava o tédio anunciar sua visita que alguém inventava a prevenção: festa! 
Não precisava ser sexta-feira, nem sábado. Não precisava de motivos.  Um local de compreensiva vizinhança, uma boa seleção de músicas, uma mesa de bobagens, algumas bebidas, gente animada e a noite estava salva. 
Parece um segredo que ninguém ousa contar. Noites de festa ventilam confetes. Noites de festa destilam sorrisos e perfumes.   
Cada detalhe explora os sentidos. As conversas, os abraços, os ares coloridos, os figurinos em competição velada. Tudo parece mágico, sintonizado, ousado.  Cada gole, uma dose de coragem. Cada olhar, um convite a surpresa. O clima de constante verão e aquela alegria que promete ser eterna. Pois é. Não é. Doce – ou se tiver tequila - salgada ilusão. 
Alegria de festa é curiosa, é temporária, é turbilhão. Transitória, finita e muitas vezes, superficial. Como maquiagem, sai com água e sabão. Termina com a última música. 
É como a vida, quando fica desprovida de empolgação. Não rende novidade, não deixa marcas. 
Quando a noite acaba a festa vai junto. A alegria fica fosca e some. A mão que te tirou pra dançar nem acena no dia seguinte. Os abraços são esquecidos, os diálogos parecem que nunca existiram.  Tudo que podia, agora é censurado, é irreal. 
Os sorrisos desbotam, os olhares desviam-se. E dança só a da solidão. 
Só resta a bagunça, a sujeira misturada ao colorido no chão, vestígios de desordem e aquela dorzinha de cabeça lembrando que algo saiu de controle. 
Na infância que as festas eram realmente mágicas. Não tinha fim a festa, o sono chegava primeiro. Não tinha cabelo fedendo a cigarro, era o gosto do brigadeiro que durava e grudava na gente até o dia seguinte. 
Só uma coisa que não se encaixa. Nessa época, a trilha sonora trazia a Xuxa enganando a gente. Lembro da música cantada e dançada com empolgação: “Ah! a vida é uma festaaaa”. 
Mentira. A vida ilustra um lindo cenário, depois sacode a gente pra fora dele.  Não tem nada de festa. Às vezes parece mais é ressaca, das boas. Pobre de quem não tiver na bolsa um engov. 

27 comentários:

  1. Que crônica maravilhosa!!!!!! Adorei!! Tocou-me sensivelmente e retornei no tempo e alegrei-me com a alegria dos meus 19 anos.Parabéns mais uma vez!!

    ResponderExcluir
  2. Uau que texto perfeito.
    Bem queria eu os meus 19 anos de volta ( ate parece que sou muito velha falando assim ne) rs
    Talvez eu queiria essa idade pra não cometer os mesmos erros, tu entende né!
    Parabéns pelo texto querida!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Festa é ter onde se refugiar quando a vista deixa de ser alegre, quando tudo dá errado e quando as alegrias das "festas" se vão.

    Como sempre, não canso de dizer: Seus textos me encantam.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que lindo Yohana! Perfeito como sempre!
    Relamente, aos 19 é essa inconstância de sentimentos, altas risadas e choros no travesseiro se alternam... Adorei viver meus 19, mas não voltaria lá, estou mais é curtindo uma felicidade amena e constante. ;)
    Amei!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Yohanna esse texto mostra uma verdade que muitas vezes a gente sente mas não diz muito verdadeiro abraços são esquecidos mas aos que estão perto da gente sempre é apenas um algo a mais de bom pra lembrar belissimo texto bjos boa quinta =)

    ResponderExcluir
  6. Yohana, minha querida! Esse texto acaba de entrar na minha lista de preferidos.
    A vida engana muita gente né. Há aqueles que passam a vida inteira enganados pela Xuxa: A vida é uma festa! E ficam aí, vendo-a passar.
    Conheço tanta gente assim.

    Nunca fui muito de festa sabe? Meu pai era bem controlador. haha E acostumei a ficar em casa, no meu quarto, no meu canto.
    Mas festa de criança, aaaaahh, como eu gostava. E ainda gosto muito. Nada melhor que voltar pra casa com aquele sabor de brigadeiro na boca.

    Grande beijo, menina talentosa.

    ResponderExcluir
  7. Amiga, estou passando para desejar um Feliz Natal, repleto de muito amor, muita saúde, muita paz, sorrisos, e a presença constante de Deus em teu coraçao.
    Obrigada pelo carinho da companhia durante este ano.
    Vamos juntos pro ano que vem!!!! :)

    ResponderExcluir
  8. "Os sorrisos desbotam, os olhares desviam-se. E dança só a da solidão."
    Adorei, são nossas verdades, sempre, sempre.

    ResponderExcluir
  9. Constantemente, a vida nos seduz, engole e não telefona no dia seguinte.

    ResponderExcluir
  10. festas, sorrisos, delírios efémeros, alegria breve...
    os pavios da vida fizeram-se para arder até ao fim e nem só o fogo os consome...
    abraço!

    ResponderExcluir
  11. Bela reflexão a sua, também vejo que festas assim, e quando são as melhores, terminam no dia seguinte e muitas coisas são esquecidas. Ah, quando crianças era tudo muito bom mesmo. Mas as festas também contribuem para darmos um tapa na cara da vida e dizer que estamos aqui também para sonhar, viver, se relacionar e não só trabalhar e morrer de estudar rs. Enfim, a dosagem da tequila é a resposta hehe adorei seu texto!

    Dan

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus. Que texto! É exatamente assim que eu penso também... E como vc escreve beem, nossa.
    'Na infância que as festas eram realmente mágicas. Não tinha fim a festa, o sono chegava primeiro. Não tinha cabelo fedendo a cigarro, era o gosto do brigadeiro que durava e grudava na gente até o dia seguinte.' Amei isso! Muito verdade...
    Beijo e ótima terça-feira pra vc
     Just Carol

    ResponderExcluir
  13. q texto é ssse?
    adorei

    dificil fazer texto longo sem ser enfadoinho e o seu é mt dez
    Quando a noite acaba a festa vai junto.


    e isso é uma pena nem curto mais mta gente tro d eboa e valeu a visita passe sempre

    ResponderExcluir
  14. Vim agradecer a visita e o comentário ;)
    Desejo um belo Natal e Ano Novo Maravilhoso também. =-*

    ResponderExcluir
  15. Olá, querida! Passando p conhecer o seu cantinho! Adorei, muito legal!!! Já estou seguindo!
    Aproveito p te convidar a conhecer o Vou-de-Blog e participar da promo q estaremos promovendo somente p blogs parceiros, a partir de janeiro. Dá uma lida nas regrinhas de parceria: http://www.voudeblog.com/p/anuncie-aqui.html
    Bjinhos!!

    http://www.voudeblog.com

    ResponderExcluir
  16. "A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida."

    Beijos!!! Um Feliz Natal!!

    ResponderExcluir
  17. Sua lindaaaaa, que saudade de te ler viu?!Depois de um turbilhão aqui dentro, essa realidade da vida me chamou e meu tempo se esgotou! Mas agora pude matar a saudade e me deliciar com esse texto maravilhoso, em que você disse grandes verdades de um jeito doce e leve!
    Desculpe pela ausência, mas saiba que você é uma pessoa que admiro muito!
    Feliz Natal pra você e pra toda sua família!
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Muito bom teu texto, ótimo na verdade.
    É bem isso "Alegria de festa é curiosa, é temporária, é turbilhão. Transitória, finita e muitas vezes, superficial. Como maquiagem, sai com água e sabão. Termina com a última música."
    Ele ficou tão coerente, tão real. Depois da festa colorida, tudo é branco, não tem mão pra chamar pra dançar, beijos em estranhos que muitas vezes não se tornam conhecidos. Etc.
    Beijos guia

    ResponderExcluir
  19. Adorei o texto! Aproveitando para já nessas últimas semanas de 2011 agradecer por postar aqui textos maravilhosos,pelos seus comentários no meu blog e pela pessoa maravilhosa que você é!
    Boas festas e 2012 estaremos escrevendo à todo vapor! hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. É ruim crescer e descobrir que a vida é assim, né? Bons tempos e boa ingenuidade nossa quando éramos crianças em acreditar que a vida de adulto era melhor. Hoje daríamos qualquer coisa para permanecer naquela vida. Ótimo texto, coração. Beijo.

    ResponderExcluir
  21. Feliz Natal Yo!

    Que 2012 seja repleto de coisas boas!

    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Estou passando para desejar um Natal repleto de muita paz, felicidade e união Obrigada pelo carinho e pelas visitas ao meu blog. Tudo de melhor!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. - Faço votos para que todos se deixem influenciar por esta época Natalícia e possam olhar para o mundo de uma forma mais ternurosa e misericordiosa. Que todos os corações possam bater ao compasso do amor. Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde e felicidade!

    http://3.bp.blogspot.com/_8Oz9ZAawUTM/TRdv7ZJ4j7I/AAAAAAAAEDY/0-zsE0TynA8/s1600/tumblr_kv7v8xPZDn1qzzefvo1_500_large.jpg

    Abraço! (:

    ResponderExcluir
  24. querida, linda reflexão.

    É verdade as festas de infância eram as mais bacanas tirando a xuxa e deixando o brigadeiro.
    E é tão real a parte da festa de adulto, onde vc dança, fuma, bebe e no outro dia as pessoas nem te conhecem mais :(

    Fato!

    Feliz natal moça bonita, beijo

    ResponderExcluir
  25. Querida Yo, és alguém muito especial, menina!
    Desejo tudo do melhor pra ti, não somente no 25 de dezembro, mas ao longo de tua vida.
    Beijo e sorrisos pra ti, amiga.

    ResponderExcluir
  26. Lindo texto Yohana
    Parabéns aqui é tudo tão lindo

    Bjoos

    ResponderExcluir
  27. Yo,

    Texto perfeito. Realidade incontestável.
    Quando crescemos as festas servem para tampar os buracos que deixamos ao construir o que realmente é real. E o que é real não se constrói com luzes e confete, e sim é tudo aquilo que conseguimos abrigar em nossos corações, coisas boas que nos trazem sorrisos em plena a luz do dia, que nos abraçam quando pensamos estar sozinhos e acaricia nossos cabelos, provocando sorrisos enquanto o sono não chega.

    Nunca entrei aqui sem levar comigo algo bom.
    Yo, você foi presenteada com o dom de tocar os corações através de palavras e sabe usá-lo perfeitamente!!!

    Abraço
    Camila Gomes.

    ResponderExcluir