quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Velha infância.

30 Comentários
 O calendário marcou doze. Dia doze. Dia dele.
Ele que ocupa um dos lugares mais bonitos no meu coração há...quinze ou dezesseis anos? Bom, há muito tempo.
Tempo suficiente pra me prover de bons sentimentos e momentos ímpares ao seu lado.
Ao seu lado no cinema vendo filmes de terror, ao seu lado nas festas em que, tímidos, nos protegíamos um no outro por não sabermos dançar, ao seu lado na calçada até altas horas cantando legião urbana.//"Palavras são erros e os erros são seus, não quero lembrar que eu erro também".//
Lembro da nossa primeira briga, ele me devolveu um cartão de natal, eu rasguei e joguei pro alto. Ele ficou vermelho, pegou a bicicleta e foi embora. Eu recolhi tudo do chão e guardei em um envelope e em segredo. Anos depois rimos juntos montando os pedaços como um quebra-cabeça.
Lembro também da nossa primeira foto, ele ainda era do meu tamanho. Lembro dos patins, das cartas, das declarações nas agendas e lembro do nosso primeiro beijo. Sim, aos treze ele segurava minha mão todos os dias na varanda quando vinha conversar, um dia me beijou por dois minutos e sumiu por duas semanas. Depois, eu sumi por dois anos, muito ocupada com meu namoradinho da escola, e ele diz até hoje que foi traído e abandonado. Bobo...e ele é lindo, sempre foi. Por dentro e por fora.
O queridinho da minha mãe, o fofinho para as minhas amigas e para a minha avó. E era por unânimidade e sem nenhum esforço, o terror dos meus namoradinhos.
Já me chamou debochadamente de cunhada, por causa de uma paquerinha minha com seu irmão. Já o chamei também e muito mais debochadamente de primo, por causa de...quantas primas minhas mesmo? Bom, deixa pra lá.
Gostávamos mesmo era de nos chamar de irmãos, não só pela carinho da amizade mas por termos feito um pacto de sangue. Pois é, nós não batíamos muito bem da cabeça nessa época. Já grandinhos, ainda suspeitos de permanecermos com tal debilidade, ficamos com um pacto pendente do qual meu namorado não acha a menor graça. A namorada dele?  Nem pode brincar de saber e eu só rezo para que ela não seja minha leitora.rs. Quem já assistiu o filme "o casamento do meu melhor amigo" sabe a que tipo de pacto estou me referindo, algo que deveria se cumprir em dez anos. Considerando que foi feito em 2001 e estamos em 2011, bem, melhor mudar de assunto!rs...é tanta história.
Hoje, não nos vemos mais como em outros tempos já nos vimos, a vida adulta nos toma o tempo. Hoje, reclamo de sua ausência. Às vezes acho que ele nem liga, mas me desfaço da idéia quando recebo as coisas bobas e fofas que me escreve de surpresa e largo tudo quando escuto sua voz do outro lado da linha: "Yooo, preciso conversar com você". Incondicional e inesquecível pra mim.
Esteve presente nos meus quinze anos, no meu primeiro porre (aliás não era na casa dele que não podia entrar com bebidas nas festas? Não me lembro muito bem.rs), ele brindou e dançou comigo na minha formatura. Ele sempre me protegeu dos caras chatos e sempre desconfiou mas esqueceu de me alertar sobre aquele suposto super amigo que depois se mostrou um de fato super filho da puta. Ele me deu seu ombro na minha primeira desilusão. E também na última, quando mesmo sem dizer nenhuma palavra, me confortou. Me deu a mão, um abraço e me levou pra uma festa pra me mostrar o quanto eu ainda podia me divertir.
Ele deita no meu colo num banco de praça, sabe dos meus defeitos, diz que sou de gênio difícil e que sou especial. Me dá conselhos e divide suas dores e segredos comigo. Não mais na calçada de casa, agora numa mesa de bar. Os mais de dez anos nos deram asas, novos lugares e também dívidas e dores de cabeça. Me deu uma série de "ites" e lhe deu dores na coluna. Coincidente e simultaneamente, nos deu crises de ansiedade.
O fato é que os quase quinze anos compartilhados me derem a certeza de que tenho na vida alguém essencial e incomparável . E hoje é o dia dele.
Enquanto emano boas energias e agradeço ao papai do céu pelo seu novo ano de vida, mergulho na memória resgatando tudo que vivemos e vejo o quanto sou feliz por ter como melhor amigo a quem me tem assim também.
Acabei de lhe dar os parabéns, ele disse que demorei, que já ia me ligar pra cobrar como fazemos desde pirralhos. Concordo com o que ele me diz, que o tempo passa e algumas coisas realmente não mudam. E sim, //"O meu melhor amigo é o meu amor... e a gente canta, e a gente dança, a gente não se cansa de ser criança, a gente brinca, na nossa velha infância..."//
Feliz Aniversário melhor amigo, eu te amo.

30 comentários:

  1. Flor, que amizade mais linda, pura. Enche de admiração os olhos de quem lê o seu texto.

    Parabéns por essa amizade tão bela.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. A coisa mais gratificante e enriquecedora que podemos ter na vida é um Amigo com quem podemos contar sempre!
    Beijocas em seu coração Yohana e parabéns pela belíssima homenagem!!!

    ResponderExcluir
  3. Que sentimento mais puro o que vocês sentem um pelo outro. É tão bom saber que na vida, ainda existem laços que perduram tanto tempo assim viu! Amizade linda a de vocês. Um beijão flor!

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo seu texto, parabéns e bom dia pra você, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ah, suspirei...

    Adorei como sempre.

    Um beijo;)

    ResponderExcluir
  6. Que bonito Yooo, rs.
    É tão válido ter uma pessoa assim. E só sabe quem tem.. porque de tempos em tempos as pessoas acabam sumindo né? mas quando a pessoa especial volta, o coração fica tão tão tão calmo.
    Quem tem que ficar, sempre fica....ou sempre volta.

    Beijos minha linda..

    ResponderExcluir
  7. Quee liindo'
    Adoroo amizades assim'

    Sucesso'

    ResponderExcluir
  8. Oie, tem selinho p vc no meu blog ^^ espero que gostei =) Bjos

    ResponderExcluir
  9. Nem o amor vale tanto quanto um melhor amigo!
    Parabéns, querida, seu blog é lindo e seus escritos também, adorei!
    Estou seguindo!

    ResponderExcluir
  10. que lindo...me emocionei com este texto.
    meus parabéns por conservar uma amizade tão linda e especial.
    grande beijo flor.

    ResponderExcluir
  11. Que história linda, Yohana!
    Que a amizade de vocês sirva de inspiração a muitos, e, assim, o mundo ficará mais bonito e cheio de amor!
    Bjo, amiga.

    P.S.: Yohana, hoje, passo por aqui, também, para contar que o Ferrinho anda aprontando lá no blog! Dá uma espiada pra ver a arte da vez do pestinha! Se ainda não o conhece, acho que gostarás muito dele!

    Outro bjo.

    ResponderExcluir
  12. eu adorei esse texto, sabe, eu sou muito fã de amizade entre homem e mulher, acho muito bonito mesmo e me agarro com força às que tenho.
    li tudinho sorrindo, feliz por amizades assim ainda existirem, por saber que às vezes nem o tempo nem as outras pessoas que surgem na história são capazes de mudar o que é bonito.

    :*

    ResponderExcluir
  13. lindo demais esse texto!
    parabéns pro seu amigo! :D
    e pela amizade linda de vcs!

    beijos
    sucesso

    ResponderExcluir
  14. LIndo o post, adorei.O que seriamos de nós sem amigos né? Bjs querida

    ResponderExcluir
  15. Lindo ... me fez lembrar alguém.. me li em suas palavras! parabéns por este talento maravilhoso!

    ResponderExcluir
  16. Flor, tem um selo para você no meu blog.
    Depois passa lá para pegar.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  17. Que lindo! Meu melhor amigo também faz aniversário num dia 12!
    Lindo, amei!
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  18. LINDO...
    TENHO UM ALGUÉM ASSIM... QUE AMAREI PRA SEMPRE.. E ELE A MIM.. VIDAS DISTANTES.. MAS SEI QUE ELE ME AMA...

    ResponderExcluir
  19. yohanna que texto mais lindo memiga amigos preenchem akele espaço que a gente pensa que esta vazio mas na verdade sempre foi deles lindo
    bom final de semana bjinhosss !!!

    ResponderExcluir
  20. Que lindo, Yohana! Como gosto do seu jetio de se expressar. Obrigada por dividir conosco, tão lindo e nobre sentimento: a amizade. Que "Papai do Céu" a preserve... Felicidades ao seu melhor amigo!

    ResponderExcluir
  21. Tem selinho pra vc:
    http://meninaapenas.blogspot.com/2011/01/presentinhoos.html
    *_*

    Beijo meu'
    Lilly M.

    ResponderExcluir
  22. Querida, tem selinho pra ti!
    Passa buscar!

    Beijos meus

    ResponderExcluir
  23. Quem tem amigos tem tudo! FATO#

    Sorte!

    ResponderExcluir
  24. Olá ...


    que bom que a encontrei novamente, gosto muito de seus textos ...

    seguindo-te

    bjs ...

    ResponderExcluir
  25. O dia doze era também o dia de comemorar meu último amor desfeito, acredita? Que coincidência!
    Enfim, durou menos de um ano, a loucura toda. Não é como esse seu amor, já tão extenso e conhecido - acredito até mesmo que, abençoado. Amei o texto, guria, mesmo!
    Beijoca

    ResponderExcluir
  26. Flor, tem selo pra você no meu blog!
    Depois passa lá para pegar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. lindo o texto, e o mais importante é que ele nos faz sentir o que você sentiu quando sentou pra escrever. Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Querida, tem um questionário pra ti no meu blog!
    Passa lá!
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  29. Que homenagem mais linda, o seu amigo deve ter ficado muito emocionado!
    Nada melhor do que ter um amigo pra contar sempre ne!

    Beijo

    ResponderExcluir